O Sucesso de Cinquenta Tons de Cinza

Cinqüenta Tons de Cinza (Fifty Shades of Grey) o livro-romance da autora britânica Erica Leonard James publicado em 2011, parte de uma trilogia, já vendeu milhões de livros no mundo, superando em velocidade de sucesso Harry Potter e Código da Vicci, outros tremendos sucessos.

Cinquenta Tons de Cinza retrata Anastasia Steele, uma virgem de 21 anos na Faculdade de Literatura que, após entrevistar Christian Grey para o jornal da faculdade, passa a ter um relacionamento com o magnata. A trama se desenrola em Seattle, e em meio ao luxo a Anastasia descobre por meio de Christian Grey o mundo do sadomasoquisamo.

Num estilo descaradamente  declaradamente simples dos romances baratos com enfoque descaradamente água com açúcar da história de amor, temperado a sexo explícito, o romance mostra como Anastasia se torna escrava sexual de Grey, com ricos detalhes de bondage, sadismo e e masoquismo.

O livro é um sucesso entre as mulheres, principalmente as já maduras, e considerando que contém sexo, já é considerado a bíblia do sexo para mamães.

O mundo todo está estupefato que um livro como esse tenha obtido tamanho sucesso e montanhas de artigos romance como esse e montanhas de artigos são publicados diariamente tentando explicar o fenômeno.

A veja, em sua publicação semana da terceira semana de setembro dedica a capa e a calhamaço de quinze páginas (cm apenas duas de propaganda, raro na revista), para destrinchar o tema.

Com entrevista de dezenas de mulheres e a ajuda do humorista Marcelo Madureira, do Casseta e Planeta, a revista veja passou longe de acrescentar alguma coisa para o entendimento do fenômeno. Acertou no titulo: “Como é gostoso ler sobre SEXO (grifo deles).

Acertando no título, as entrevistas, o artigo do Marcelo e o texto ficaram no óbvio. Faltou explorar um pouco esse título, que arrisco por aqui.

Na realidade não há nenhum segredo no livro. Ele apenas reuniu uma série de ingredientes de sucesso e soube aproveitar as novas formas de média na Web, por que foi lá que a onda começou, como muitas outras que varreram o mundo.

Todos sabem que leitura fácil, romance açucarado, luxo e sexo vendem como água no deserto. E o livro bota tudo isso junto e fez isso na Web.

Vender com leitura fácil: Paulo coelho já faz isso há muito tempo.

Vender romance açucarado e luxo: A grande maioria dos Best Seller de longa data explora o binômio luxo e romance.

Sexo para mulheres casadas: vender sexo para mulheres mais maduras também não é novidade. A famosa e saudosa revista Ele Ela já sabia que homens e mulheres gostam de coisas diferentes. E sabia que para os homens tinha que ser a imagens (fotos eróticas) e para as mulheres tinha que ser outra coisa (contos eróticos).  A revista Marie Claire tem em seu próprio sub-título na web o que ela sabe que agrada à mulher: beleza, moda, sexo e relacionamento (nessa ordem). E haja artigos eróticos, bem exagerados do tipo “Como deixar seu homem maluco na cama”.

Bombar na Internet: Erica L. James não será a primeira e única a bombar na internet. De jogos, sites, vídeos a livros, ainda veremos muitos fazendo uso da rede.

Portanto não há segredo no sucesso de Cinqüenta tons. Dosagem bem feita de tudo o que é sucesso no mundo de hoje. Méritos e aplausos para senhora James.

/p

/p

Esta entrada foi publicada em Costumes, Livros e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>