O PT e a Corrupção no Brasil

Para que você possa entender melhor esse artigo é interessante a leitura do artigo específico sobre  corrupção.

O PT é um partido corrupto? O STF está julgou em outubro de 2012 e considerou que alguns de seus lideres praticaram corrupção ativa e outros corrupção passiva, portanto, durante esse período era um partido corrupto verticalmente (Parte comprava influências e parte se vendia a essas influências).



A gritaria do partido foi geral. A alegação maior é nesse processo, conhecido como mensalão, o partido não fez nada que partidos anteriores não tenham feito. Alguns defendiam até que não teria havido a corrupção condenada.

Mas afinal, o PT é mais ou menos corrupto que os demais partidos? Fez coisas piores ou iguais ao partido antecessor ocupando a presidência da republica?

Não estamos julgando a competência do PT como governante, que merece uma abordagem à parte. Estamos analisando apenas a coisa da corrupção e talvez aí se entenda o posicionamento dos juízes do STF pela condenação.

Já sabemos, pelo artigo acima mencionado, que poder e corrupção andam juntos e quantos mais poder mais corrupção. Sabemos também que o atual sistema de multipartidarismo também traz em si uma corrupção inerente (veja artigo).

O PT ao chegar ao governo tinha claramente duas plataformas: Poder do estado e governabilidade.  Ou seja, defendia por um lado o aumento da influencia no estado na economia e na vida social (controle e mídia, bolsas, cotas raciais, etc)  e por outro lado precisava dos demais partidos para aprovar seus projetos. Necessitava ainda ter ao seu lado agentes públicos importantes, como sindicatos. Muito dessa postura do partido se deve a seu lider vitalício (veja artigo)

Para garantir essa governabilidade precisava “comprar” apoio politico de partidos e sindicatos. Muitas vezes, como comprovado, essa compra foi monetária mesmo. Mas outras formas foram usadas que também aumentam a corrupção, com oferta de cargos a partidos e a lideres sindicais.

Essa geração de oportunidades a seus colaboradores está implicitamente associada à maior presença do estado. Quanto maior presença mais chances eu tenho de comprar alianças através de cargos públicos ou em estatais.

Estava gerando um cenário de corrupção institucional. O PT não criou esse esquema. Mass o usou em seu limite e ficou tão escancarado que deu no que deu.

Conclusão: O Modelo do PT gerou uma corrupção exacerbada. Para diminui-la tem que mudar seu estilo de “estado Grande “ e governabilidade”. Não há outra forma. Se quiser continuar no governo no lado da lei tem mudar o estilo de governar e suas ideias sobre o papel do estado na economia e na sociedade.

Esta entrada foi publicada em Corrupção, Politica. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>